A VIDA COMEÇA NO FINAL DA SUA ZONA DE CONFORTO!!!

Domingo, 27 de março de 2011 Nossa intenção era acordar as 5 mais a preguiça falou mto mais alto.. e acordamos por volta das 7 com a Monica pentelhando à todos.. rs

Pense num pão de queijo MASSA!!! MTO GOSTOSO! Mais uma vez a Super Carol salvou o mundo! Nossa ela mandou super bem com o pão de queijo que ELA MESMA fez !! tivemos até direito à recheio! Requeijão com queijo ralado,  e requeijão com azeitonas.. nossa.. nos esbaldamos!!!

 (foto: Artur Toriani)
 (foto: Artur Toriani)

Na sequencia nos arrumamos sem pressa! E saímos mais ou menos as 9 am do abrigo sentido Agulhas Negras.

Nossa.. estávamos na pegada total! O ritmo da galera estava ótimo.. e modéstia a parte, as mulheres quem estavam puxando a galera! =)

 (Foto: Carlos e Dudu Levy)
 (Foto: Carlos e Dudu Levy)

Atravessamos o vale, e começamos a íngreme subida rumo ao pico!

(Foto: Dudu Levy)
(Foto: Dudu Levy)
(Foto: Dudu Levy)
(Foto: Dudu Levy)

Lá de cima pudemos ver que uma romaria, ou a caravana do Silvio santos se aproximava.. era m   ta gente.. kkkk Mais na frente quando estávamos montando o equipamento de ascenção, um trecho onde temos que subir por uma pedra e só da pra subir de corda, fomos alcançados pela caravana! Rs

Bom… o guia usou nosso equipamento pra subir e montar uma via dele, em paralelo fomos subindo.. e aturando uma mulher de mais ou menos uns 50 anos que fazia parte do grupo.. nossa ela falava mais que o homem da cobra.. rs
Apertamos o passo e fomos sentido o Pico das Agulhas Negras.
Era um trepa-pedra geral! Só pedra.. pedra .. pedra..e mais pedras!

(foto: Dudu Levy)
(foto: Dudu Levy)
(foto: Dudu Levy)

Qualquer movimento mal calculado poderia resultar numa queda um tanto quanto desagradável. Chegamos a um segundo ponto que foi montado novamente os equipamentos onde subimos com o auxilio da corda.

(foto: Dudu Levy)
(foto: Dudu Levy)
(foto: Dudu Levy)

A paisagem era cada vez mais linda.. quando mais alto se está … mais bonito fica, em contra-partida.. maior pode ser o tombo.
Chegando próximo ao cume.. encontramos uns mineiros, que nos deram mais força.. trocamos uma idéia rápida.. porém agradável.

(foto: Dudu Levy)

Seguimos a diante.. o pico das agulhas negras, ao contrario de qualquer platô, é completamente desnivelado.. e nada diferente do que se encherga de longe, são pedras que você precisa ter bastante cuidado ao andar e se deslocar.

(foto: Dudu Levy)

Depois de um tempo, fomos alcançados pela caravana do Silvio santos.. e quando eu estava sentada numa pedra, um guia.. chamado MATHEUS, estava sendo questionado pelos seus clientes se eles iriam poder assinar o livro.
É claro que ele não iria se MATAR de montar equipamentos, pra centenas de pessoas assinarem.. e por este motivo.. ele pegou, virou, olhou pra mim.. e caiu na besteira de falar: “eu acho que vc paga um preço mto alto só pra assinar um livro.. naõ vale a pena!”
Minha vontade era de falar uma rajada de coisas pra ele.. falar “olha seu guia de merda.. se vc não quer subir por conta dos seus clientes.. não critique quem o faz isso, se vc não quer subir, o problema é seu, mais não critique quem quer subir.. cada um tem seus valores, cada um tem sua opinião.. e o que não é importante pra vc.. pode ser importante pros outros e não devemos substimar!”

É claro que não falei isso. Eu me limitei apenas em olhar profundamente nos olhos dele, e dizer entre a minha indignação, em um tom preciso e calmo, seguido de um sorriso: “isso é uma questão de opinião não é mesmo?”

Acho que através dessa frase, eu gritei em silencio um “por favor, vc pode me respeitar, caso eu suba e assine? Pode por gentileza não substimar meus valores e meus esforços? Tenho meus motivos”

E ele sorriu, e falou “é.. é questão de opinião.”
E travamos um clima amigável.

Todos os clientes dele estavam doidos pra assinar, em paralelo, nós já estávamos armando equipamentos pra ultima fase de chegada até o livro do cume.

(Fotos: Rachel takiya)                                                           (Fotos: Rachel takiya)

É uma rocha onde deve-se escalar, o Dudu foi na frente, escalando solo, o Carlos na seg, e na sequencia montou os equipos pra que o resto da equipe pudesse subir em segurança.

(Mega Foto de Artur Toriani)

Quando o Dudu subiu lá em cima e assinou o livro, teve um cliente engraçadíssimo.. kkk que pediu pro Dudu colocar o nome dele no livro.. colocar o nome da vó, da tia, do subrinho, papagaio e periquito.. tudo isso gritando de uma pedra para outra.. rsrs foi engraçado.

 
(Foto: Rachel Takiya)

Outros dois clientes, usaram de nosso equipamento e quizeram de qualquer forma ir até o pico assinar com o próprio punho o livro.. e assim o fizeram.

(Foto: Rachel Takiya)

Todo o pessoal foi embora.. e o cume finalmente era todo e inteiramente nosso!
Primeiro tinha ido o Dudu, em seguida o Vandeira, depois a Monica, e em seguida eu.
Pra descer, eu precisava fazer um rapel inicialmente até chegar a outra pedra que me levaria ao cume. O Dudu tinha pedido que eu levasse a calça impermeável dele, pois começara a chover. Como eu já estava em posição de descida.. com o corpo apoiado sob a corda.. pedi que a Carol amarrasse por gentileza as pernas da Calça do Dudu em meu pescoço.
Me senti o Batman fazendo rapel.

(Foto: Rachel Takiya)
(Foto: Rachel Takiya)

Depois de descer.. cheguei a outra pedra e comecei a me preparar pra escalar, eu já havia trocado minhas botas pela sapatilha de escalada, e não foi tão dificil quanto eu pensava. Foi tranquilinho.
Chegando lá.. entreguei as super calças do Dudu e me lancei ao Cume!
A Monica estava lá assinando o livro.. fazia um tempo feio.. querendo chover .. mais eu pouco me importava com isso.. toda montanha vai ter neblina e ultimamente só encontro tempo fechado.

(Foto: Rachel Takiya)
(Foto: Rachel Takiya)
(Foto: Rachel Takiya)

Na sequencia eu assinei o livro.. e fiz questão de documentar:
Só divido esta parte do meu comentário no livro tudo bem!? Rs

(foto: Artur Toriani)

Que humilhação publica divulgar a minha letra no blog! pense que estava um dia muito frio.. e todo esse garrancho deve-se às condições climáticas! rs )

Bom.. a Monica desceu.. e em seguida.. eu ia descer Tb.. mais ia ser indiferente.. acabei ficando lá em cima mesmo.. aproveitando o tempo daquele domingo que estava quase se acabando.. nossa.. só de pensar que no outro dia era segunda feira.. era motivo de me agarrar mais naquela rocha.
O sol saia por entre as nuvens.. mais os pingos de chuva insistiam em cair.
Eu estava com um pouco de frio, mais nada que me tirasse o humor.

(Foto: Rachel Takiya)
(foto: Dudu Levy)

Meeeuu kkkkkk olha o meu cabelo nessa foto kkkkkkkkkkkkkk não sei por que mais eu tive um efeito de eletrostatica.. e ficaram todos pra cima e arrepiados!! viu como eu tenho energia?! kkkk

La foi a Carolzinha pro livro.. rsrsr

(Foto: Rachel Takiya)
(Foto: Rachel Takiya)
(Foto: Rachel Takiya)

que linda.. ela se emocionou mais que todos no cume.. e lavou o livro com suas lagrimas.
Quem sou eu pra dizer o que ela sentiu, mas acho que as lagrimas dela significaram muita superação, não era mais um cume, era um cume mto difícil pra ela, afinal, ela jamais escalara, jamais havia rapelado.. e pisicologicamente isso é muito difícil.. fazer tantas coisas em um dia só.. e derrepente ela se ver sentada, escrevendo no livro do cume. Ela pagou um preço alto e justo pra ter tudo aquilo aquele momento, por isso acho que o guia não pode substimar o que é importante para as outras pessoas.

 (Foto: Rachel Takiya)
(Foto: Rachel Takiya)
(Foto: Rachel Takiya)
(Foto: Rachel Takiya)

Mais uma outra pessoa estava realizada: O Artur. pra ele o Pico das Agulhas Negras era um sonho, um sonho que agora se fazia verdade em suas mãos que assinava o livro:

(Foto: Dudu Levy)
 
(Foto: Rachel Takiya)
Com esses dois caras eu vi o ensinamento de amor não com palavras, mais com gestos de cuidado. O pico das Agulhas Negras era mais um Cume conquistado pelos irmãos Levy.

Descemos do cume, subimos à outra pedra onde estavam nossas coisas (botas, mochilas e ALMOÇO rsrs) e fizemos rapidamente o almoço. Já era tarde … se não estou enganada era por volta das 16 ou 17 pm.. e estávamos realmente atrasados!

O Caminho foi proporcional às dificuldades do caminho.. descer das pedras altas.. e pontiagudas,.. cheias de vãos já é muito difícil, e torna-se ainda mais difícil se as pedras estão molhadas! Fomos com muito cuidado.. eu estava bem concentrada.. não sei por qual motivo evitei conversar com o pessoal.. fui na frente.. e consequentemente meu passo apertou.
Andava e na frente ia esperando a Monica que estava atrás de mim.

(foto: Artur Toriani)
(Foto Artur Toriani)

Foram tombos hilários.. mais a noite colocamos nossa headlamp e o tempo estava realmente muito, mais muito apertado.. acho que tinhamos que retornar do abrigo Rebolsas lá pra central … onde estacionamos os carros.. por volta das 19 horas.. só chegamos as 21h, a noite caminhamos muito mais lentos e cuidadosos, ainda mais quando se trata de pedras no caminho… enfim!

(foto: Edson Vandeira)

O Vandeira e o Dudu foram na frente pra avisar que estávamos a caminho, e é claro, receber os esporros dos caras na frente neh!? Infelizmente aquele grupo da caravana do Gugu nos atrapalhou um pouco.. e até montar/desmontar todo o equipamento de segurança.. demoramos mais que o esperado.
Bom.. chegamos lá.. arrumamos nossas coisas.. e ainda haviam mais uns kilometros pra andar até o estacionamento.. Fomos sair de lá efetivamente as 23:30.. meu.. eu tava internamente chorando.. rs
Imagina dirigir do Rj até SP, na estrada, de madrugada depois de ter feito o Pico das Agulhas negras? E detalhe eu não podia falhar.. eu tinha mais 3 pessoas no carro.. nossa cara.. paramos, eu comprei uns 2 energeticos.. tomei de uma vez só..
Só que naõ fez mto efeito… cara.. eu NÃO  PRETENDO fazer isso novamente tão cedo!
Dirigir a noite e cansada é mto ruim! E sem contar a responsabilidade de ter outras pessoas no mesmo carro que você!
Com muito esforço.. e umas paradas no posto.. umas latas de energéticos que de nada amenizaram o sono.. a tentativa de gritar e cantar o CD inteiro do Sistem Of a Down – Toxicity com o som alto, vento gelado na cara e muita conversa por parte principalmente da Carol, conseguimos chegar em casa as 5 da manhã.

(foto: Edson Vandeira)

Essa viajem ao Itatiaia.. foi muito bacana.. conheci mais duas pessoas incríveis, pude ver como Carlos e o Dudu cuidam um do outro, fazem piadas o tempo inteiro, vi o sonho do Artur ser realizado! vi a Carol se desmanchar em lágrimas! ela se tornou nosso exemplo de superação, ela que é tão simples enfrentou mais do que qualquer pessoa alí, todos os seus medos, receios, duvidas, insegurança e é por isso que eu acredito que o importante, além do cume, é o caminho até ele, pois o que é realmente digno de valor é o que você passa para conquista-lo! Eu vivi momentos de reflexão sobre minha vida.. soube parar pra pensar nas coisas, comi o melhor pão de queijo do mundo, e descobri mais uma vez que é muito bom estar no lugar certo com as pessoas certas!

Bons ventos à todos que amo!

Detalhes Tecnicos da Trip
(fonte:http://www.emsampa.com.br/wwrota2127.htm)

Trajeto utilizado para o cálculo (referencial)
São Paulo / São José dos Campos / Taubaté / Guaratinguetá / Itatiaia
Rodovias utilizadas neste percurso
BR-116 (Rodovia Presidente Dutra)

Obs.: Caso sua opção seja utilizar as Rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto, entre São Paulo e Taubaté, aumente cerca de 13 km na distância final e calcule a diferença no total dos pedágios excluindo os três primeiros da Via Dutra e somando os pedágios das estradas citadas.

Distância aérea em linha reta entre São Paulo e Itatiaia: 242 km

Rodovia
Denominação e KM
Localidade
Valor em R$
BR-116
Rodovia Presidente Dutra, km. 204
Arujá
BR-116
Rodovia Presidente Dutra, km. 182
Guararema
BR-116
Rodovia Presidente Dutra, km. 165
Jacareí
BR-116
Rodovia Presidente Dutra, km. 88
Moreira César
BR-116
Rodovia Presidente Dutra, km. 318
Itatiaia

4 Responses so far.

  1. Artur disse:

    Sensacional Belle! Muito obrigado por compartilhar conosco! Beijões

  2. Isabelle Duarte disse:

    Valew por estar em mais uma Trip Tur! beijão!

  3. Lena Sacchetto disse:

    Fantástico Isabelle
    Sensacional escalada.
    Beijos
    Lena

  4. Isabelle Duarte disse:

    FOi uma viagem e tanto Lena! feita em apenas um fds comum!!! incrivel e mto bem aproveitado!


De volta pra Climb!!

   Ao tirar o carro da garagem hoje pela manhã ...

Huayna Potossi - Min

  “Disse em minha nota no facebook ano passado, sobre minha ...

Cabeza del Condor (5

Por dois anos venho treinando Alta Montanha na Bolívia em ...

Escalada em São Ped

Sexta feira, dia 05 de Novembro de 2011Chegamos em são ...

Feriado de Finados -

Quarta feira, 2 de novembro de 2011Feriado de Finados.Formamos a ...